PMOC e a Periodicidade das atividades

PMOC e a Periodicidade das atividades

A periodicidade do PMOC é um aspecto essencial para uma manutenção bem realizada de um local. Mas por quê? É essa periodicidade que garante que não vão existir problemas com danos irreparáveis no equipamento. Para que se possa entender melhor sobre isso, é necessário entender o que é PMOC e quais são os principais critérios para definir essa periodicidade.

O que é o PMOC?

Definição

PMOC é a sigla para Plano de Manutenção, Operação e Controle, e ele é obrigatório, em alguns casos podendo resultar até em multas caso não seja realizado. Essa obrigação é definida pela Portaria MS nº 3.523/98 do Ministério da Saúde e essa norma é um compilado de todos os procedimentos de verificação do estado de limpeza, conservação e manutenção de sistemas de climatização, como por exemplo:

  • Aparelhos de ar-condicionado;
  • Torre de resfriamento;
  • Climatizadores evaporativos;
  • Bomba de recirculação;
  • Câmaras frias;
  • Entre outros.

Esse plano deve ser aplicado, de forma obrigatória, em todos os ambientes climatizados que possuem uma carga térmica de 60.000 BTU/H ou mais. Contudo, caso haja menos, também é indicado para uma melhor preservação.

Dados Necessários

O PMOC, para ser elaborado, envolve alguns dados que são requisitos para estar de acordo com as leis. São eles:

  • Identificação do estabelecimento;
  • Número de ocupantes em cada ambiente climatizado;
  • Carga térmica total dos equipamentos do ambiente;
  • Identificação do responsável técnico (quem realizou a visita técnica);
  • Relação dos ambientes climatizados;
  • Descrição das atividades realizada no ambiente
  • Periodicidade.

Todos esses itens são importantes e como dito anteriormente, um deles é a periodicidade.

Periodicidade do PMOC

Agora que já é compreensível o que é o PMOC, é necessário entender em relação a periodicidade, que é um fator que está conectado com as rotinas necessárias de cada equipamento. Um aparelho possui diferentes peças que possuem necessidades diferentes, então, além de uma rotina definida, é preciso que o responsável defina com qual frequência é realizada essa manutenção.

Normas para a periodicidade

Essa periodicidade é definida através da Portaria 3.523/98, citada anteriormente, nos artigos de nº5 e 6.

No art. 5º cita “Todos os sistemas de climatização devem estar em condições adequadas de limpeza, manutenção, operação e controle, observadas as determinações, abaixo relacionadas, visando a prevenção de riscos à saúde dos ocupantes:

c) verificar periodicamente as condições físicas dos filtros e mantê-los em condições de operação. Promover a sua substituição quando necessária.”

Enquanto o art. 6º cita “Os proprietários, locatários e prepostos, responsáveis por sistemas de climatização com capacidade acima de 5 TR (15.000 kcal/h = 60.000 BTU/H), deverão manter um responsável técnico habilitado, com as seguintes atribuições:

a) implantar e manter disponível no imóvel um Plano de Manutenção, Operação e Controle – PMOC, adotado para o sistema de climatização. Este Plano deve conter a identificação do estabelecimento que possui ambientes climatizados, a descrição das atividades a serem desenvolvidas, a periodicidade das mesmas, as recomendações a serem adotadas em situações de falha do equipamento e de emergência, para garantia de segurança do sistema de climatização e outros de interesse, conforme especificações contidas no Anexo I deste Regulamento Técnico e NBR 13971/97 da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT.”

Além disso, outro documento que é base para essas periodicidades é a Resolução 09 da ANVISA, que apresenta de uma forma mais prática a periodicidade que cada equipamento precisa ter. Na imagem a seguir, temos um exemplo:

Figura 1: Imagem retirada da Resolução 09 da ANVISA

Existem outros pontos importantes definidos pela Resolução, tais como, o número de amostras de acordo com a área ou quais são as possíveis fontes de poluentes no ar.

Importância da periodicidade do PMOC

A periodicidade é um item obrigatório como citado anteriormente, em ambientes com mais de 60.000 BTU/H, mas em casos que não é obrigatório também é importante realizar o PMOC, porque essas periodicidades são definidas de maneira a prever falhas, seja mecânica ou no ar climatizado.

Essa prevenção é importante para que não haja um problema maior que demanda mais custos e que em alguns casos podem ser irreparáveis, sendo necessário um novo investimento gerando ainda mais custos.

Outro fator é que nessas visitas técnicas são feitos aprimoramentos no plano desenvolvido, devido ao fato de cada equipamento possuir especificidades próprias, podendo ser ajustados de acordo com os dados coletados e analisados ao passar do tempo, e assim criando um plano mais eficiente.

O PMOC é essencial para a manutenção dos aparelhos mesmo quando não é obrigatório, então para todos que buscam uma melhor eficiência, seja para melhores resultados ou para quem busca cortar gastos desnecessários, esse é um passo essencial nessa busca. A TM Jr. realiza todo desenvolvimento do PMOC de acordo com sua necessidade, então se quiser saber mais, clique aqui e entre em contato conosco!

Deixe uma resposta