PCM e os Indicadores de Qualidade

PCM e os Indicadores de Qualidade

O que é o PCM?

Atuando diretamente no apoio tático e estratégico das atividades de suporte à equipamentos, o Planejamento e Controle da Manutenção, ou, simplesmente, PCM, é uma das vertentes mais importantes da Gestão Industrial. Através do seu gerenciamento de atividades empregadas, todo o processo de manutenção torna-se mais eficiente, já que a instauração de um planejamento e controle dessas atividades tem, por conseqüência, a redução custos de serviço, tempos de atividade e desperdício de material. Assim, todo o procedimento acaba se tornando mais produtivo, ágil e eficiente. Deste modo, é garantido ao cliente uma maior qualidade em diversos aspectos da sua manutenção.

O que faz o PCM?

Ele é um dos responsáveis pela aplicação correta da NBR5462– Esta Norma define os termos relacionados com a confiabilidade e mantenabilidade, combinando todas as ações técnicas e administrativas, incluindo as de supervisão, destinadas a manter ou recolocar um item em um estado que possa desempenhar sua função requerida. Ao mesmo tempo, tem como objetivo, também, atender a Norma Regulamentadora N°12 (NR-12) de Segurança do Trabalho em máquinas e equipamentos.

Indicadores de manutenção

A aplicação e a administração correta dos indicadores de manutenção viabilizam a eficiência máxima durante o gerenciamento da manutenção. Dessa forma, os indicadores de manutenção são nada mais que métricas advindas de determinado processo ou departamento, elas possibilitam uma análise dos efeitos dentro do processo produtivo, ou seja, somente através dos indicadores podemos definir a qualidade dos procedimentos empregados na manutenção.
      Por meio dessas métricas será possível, através dos dados obtidos que alertarão os pontos fracos da manutenção, entender as maiores dores presentes no projeto, quais efeitos eles trazem, quais as prioridades para o aperfeiçoamento de toda operação e, além disso, torna mais precisa a tomada de decisão para solução dos problemas identificados.

Principais indicadores de manutenção

Existem diversos indicadores de manutenção, neste blog, abordaremos somente os principais indicadores de manutenção, afinal, vale muito a pena ter um número reduzido de indicadores e acompanha-los muito bem.

  • Backlog – Sendo um indicador de tempo, ele é responsável por avaliar a demanda de serviços, o tempo necessário para realização e a capacidade de atender a estes. A fórmula para calcular o backlog é:
PCM e os Indicadores de Qualidade
  • MTBF – Mean Time Between Failures, para o português, Tempo médio entre falhas. É responsável por avaliar o número médio de horas em que a máquina está disponível, em bom funcionamento, entre as falhas apresentadas. Assim se calcula o MTBF:
PCM e os Indicadores de Qualidade
  • MTTR – Mean Time To Repair, para o português, Tempo médio para os reparos. Utilizada somente em equipamentos reparáveis, essa métrica quantifica o tempo médio necessário para realizar o reparo na máquina, ou seja, tempo de parada. Quando é expressado matematicamente, o MTTR é o tempo total de manutenção corretiva pelo numero de falhas em um período estabelecido.
PCM e os Indicadores de Qualidade
  • Disponibilidade Física – Sendo um dos indicadores mais importantes e fundamentais, a Disponibilidade Física é capaz de deixar transparente a capacidade da máquina produzir em um dado intervalo de tempo. Essa métrica facilita a tomada de decisão no momento de escolha da prioridade de manutenção, pois, através de uma análise de disponibilidade e confiabilidade, ela denuncia qual equipamento é mais relevante naquele momento. Em resumo, esse indicador traz, em porcentagem, o tempo em que essa máquina opera de maneira correta. É matematicamente expresso dessa maneira:
PCM e os Indicadores de Qualidade
  • OEE – Overall Equipment Effectiveness – para o português, Eficiência Global do Equipamento, é um indicador utilizado em larga escala, já que é capaz de metrificar, de maneira simples, o quão efetivo o equipamento através de 3 elementos, a disponibilidade da máquina, performance de produção e a qualidade do produto.

Disponibilidade: Relaciona os eventos que param a linha de produção e impactam o bom funcionamento dos equipamentos, seja por falha, defeito, tempo de inicialização, falta de recursos para a operação etc.

Performance: Responsável por relacionar o tempo de produção total (subtraído dos minutos parados), em minutos, com o número de peças que deveriam ser produzidas em condições normais de operação, sem paradas. Após a divisão desses fatores teremos o percentual que chamamos de performance.

Qualidade: Essa métrica é capaz de denunciar se a máquina está operando conforme os padrões preestabelecidos de qualidade. Para isso, o cálculo é bem simples, basta pegar o número total de itens produzidos – número de itens tidos como refugo – número de itens que precisam ser reprocessados e dividir pelo número total de itens produzidos, o resultado será o percentual dessa análise.

Cálculo final do indicador OEE: após compilar esses três fatores, hora de finalmente descobrir qual o OEE. Essa tarefa exige somente que os três indicadores sejam multiplicados

OEE
  • CMF – O Custo de Manutenção por Faturamento é o indicador responsável por identificar a eficiência da manutenção, olhando para custo total de manutenção em relação ao faturamento. É uma forma simples de enxergar a efetividade da gestão financeira durante o PCM.
CMF
  • O Retrabalho – Analisa o índice de produtos que retornam à linha de produção para ajustes, reparos ou correção. No retrabalho, as peças com defeito ainda têm chance de voltarem para a linha de produção para serem reparadas, colocadas em condições normais, e serem vendidas.

Realize o seu planejamento com a TM Jr.!

É notório que a implementação do PCM e obtenção de seus indicadores promove diversos benefícios, tais como:

  • Aumento de produtividade dos maquinários e da equipe de produção;
  • Maior previsibilidade de faturamento;
  • Previsibilidade e redução de custos;
  • Aumento da qualidade dos processos e produtos, promovendo agilidade e maior volume da produção.

Portanto, se seu objetivo é se adequar às normas e obter os benefícios que o PCM promove, a TM Jr. oferece esse serviço com excelência e preço abaixo do mercado, planejando as atividades necessárias e adequando-as à realidade de cada cliente.

Para demais dúvidas, entre em contato conosco ou acesse nossas redes sociais.

Deixe uma resposta