Como o PCM auxilia reduzindo os riscos de acidente na produção

Como o PCM auxilia reduzindo os riscos de acidente na produção

Introdução

Independente do setor industrial, a parte mais importante da empresa são as pessoas mas será que realmente a sua empresa cuida disso como deveria? Será que realmente o PCM auxilia reduzindo os riscos de acidente na produção da sua empresa?

O Brasil está na lista dos países que mais ocorre acidentes relacionado ao trabalho com cerca de 700 mil casos por ano de acordo a previdência social.

Além disso, segundo dados do Observatório Digital de Segurança e Saúde do Trabalho, a cada 3 horas e 40 minutos uma morte por acidente de trabalho é contabilizada. Esses números expõem uma realidade preocupante, mas a implementação do PCM pode ser o caminho para que os riscos de acidente na produção diminuam.

O que é PCM?

O PCM, sigla para Planejamento e Controle da Manutenção, representa a parte mais estratégica da manutenção, ou seja, é a definição correta de planos de gerenciamento de manutenção para o local.

O Planejamento tem como objetivo principal manter os ativos com um funcionamento correto e assim evitar paradas desnecessárias ou acidentes causados por o equipamento apresentar mau funcionamento. 

Ele se baseia em alguns pilares e possui seus pontos chaves bem definidos, sendo necessário o entendimento para que haja uma boa aplicação e utilização do mesmo.

Pilares do PCM

Como dito anteriormente, o PCM se baseia em pilares, são eles: documentação, histórico, padronização, estratégia, tecnologia e informação, cada um dos pilares contribui para uma aplicação mais eficiente do PCM.

Documentação

O primeiro pilar é o da documentação, é fundamental para que deixem tudo de maneira clara, com os registros de atividades definindo o que foi feito, quando foi feito e por quem foi feito, por exemplo.

Existem diversos documentos envolvido nesse processo, mas alguns deles são ordem de serviço, relatório de inspeção, requisitos, solicitações etc. É importante que haja uma revisão periódica nesses documentos com o intuito de buscar melhorar a qualidade e quantidade dos dados presentes.

Histórico

O histórico é o pilar responsável por armazenar informações de erros e ações tomadas de maneira organizada, para que esses dados possam ser utilizados para análises e decisão de futuras melhorias. 

Esse histórico é a principal base de tomada de decisão de qualquer ação e é fundamental que tenham pessoas responsáveis por esses dados e que seja armazenado em um local seguro para que não se perca nenhum dado.

Padronização

A padronização é o pilar que garante uma melhor organização facilitando a identificação de todos equipamentos e, caso haja algum erro, a correção ocorre de maneira mais rápida quando você identifica o aparelho, a localização e todas informações necessárias.

Uma prática comum para essa padronização é o processo de tagueamento que é a criação de uma TAG para o aparelho onde contém todas as informações necessárias de maneira simples e padronizada. 

Estratégia

A estratégia é necessária porque como dito anteriormente, o PCM baseia-se em criar o melhor plano de gerenciamento para os equipamentos, logo, é necessário pensar numa estratégia. 

Tecnologia

Cada dia que passa, existem mais tecnologias disponíveis no mercado que fazem esse processo ficar mais fácil e mais organizado facilitando o processo. Por exemplo, hoje em dia é muito comum que os papéis sejam substituídos pelo uso de tablets ou smartphones, a utilização de QR Codes também tem começado a se popularizar.

E no mercado de manutenção já existem softwares que tornam ainda mais prático o processo, sendo importante buscar sempre se atualizar.

Informação

Com a implantação do PCM é necessário que haja a propagação das informações de maneira clara e objetiva, esse pilar tem como intuito transmitir as informações para que todos tenham acesso facilitando a conexão e evitando retrabalhos.

Pontos chave do PCM

Processos

Os processos do trabalho são aquelas atividades que tem como objetivo otimizar, como por exemplo, um dos pontos que pode aumentar a produtividade no cotidiano da empresa são os roteiros realizados para cada atividade ou então a forma como é solicitado peças e/ou ferramentas, se mantidas de forma mais organizadas, aceleram o processo. 

A otimização de todos esses processos visam tornar a eficácia da empresa maior, entregando um produto ou serviço de qualidade num período menor, impactando diretamente aos clientes que terão acesso ao produto sem a necessidade de uma espera maior.

Ativos

A manutenção tem como foco principal os ativos da empresa e, para que seja realizado de forma mais precisa, análises são feitas para definir quais desses são os mais críticos, aqueles que são fundamentais para realizações dos processos da empresa, e assim concentrar esforços nesses equipamentos.

Esse controle e gerenciamento é fundamental para que haja uma priorização correta dos investimentos em manutenção gastando apenas o que for realmente necessário. 

Pessoas

Esse é o ponto chave mais importante do processo, toda melhoria passa pela mão das pessoas que compõem o ambiente de trabalho. Não adiantaria entregar os melhores ativos com processos bem otimizados se não houvesse um preparo para toda equipe implementar.

É preciso gerenciar as pessoas envolvidas para que elas aprendam a realizar cada atividade, mas só isso não é suficiente, é necessário que cada uma entenda o que estão fazendo e qual a importância daquilo pro resultado final.

Como o PCM auxilia na redução de riscos de acidentes

O PCM busca manter os ativos em melhor estado possível com os processos mais otimizados, para oferecer as melhores condições aos membros da empresa, esse ponto já reflete positivamente, pois, ao investir em manutenção demonstra preocupação com a segurança de todos colaboradores.

Além disso, como dito no início, há números de acidentes de trabalho muito alto no Brasil e com um planejamento bem estruturado esses números tendem a cair, melhorando a eficiência da empresa, já que poderá contar com a equipe completa, além de evitar gastos que poderiam ser evitados através de manutenções corretivas ou multas por acidente de trabalho.

Alguns exemplos de multas são referente a não realizar a Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) ao INSS e caso isso não seja feito ou com atraso, gera multas que variam de acordo com o limite mínimo e máximo de contribuição. Além disso, em caso de afastamento é necessário informar também ao Ministério do Trabalho e, caso não seja feito, também é passível de multas.
Resumindo, a falta do PCM diminui a eficiência da empresa, caso ocorra acidentes ou má otimização do processo e ainda pode gerar os chamados custos induzidos causados pelas multas que podem ser aplicadas e/ou necessidade de mais burocracia para envio correto de todas as notificações necessárias.

A TM Jr. realiza o PCM e queremos te ajudar a tornar sua empresa ainda melhor! Clique aqui e solicite seu orçamento com valores abaixo do mercado!

 

Deixe uma resposta